Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Felizes

Dias Felizes

Bois e touros

Os bois pelos nomes

Os touros pelos cornos

Nestas duas belas expressões trata o idioma de nomear o gado ovino como fiel depositário da virtude e da honra e da justiça.

Começando pelos bois pelos nomes e usando o gerúndio estando eu nas Terras de Vera Cruz, há que nomear, antes de mais. Se um problema nos aflige e as soluções escasseiam tendemos a dirigir a nossa ira (fúria, cólera, raiva, indignação, dor de corno ou de alma) para alguém. Por exemplo, e no meu caso específico de catarse literária recente, o chefe da repartição que manuseia a tenaz, o investigador zarolho e amanuense gozoso com o poder do seu ofício, e, em primeira instância, o governo que governa apenas para os seus pares sedentos de uma gamela dourada e do seu Tosão. Agarrar os touros pelos cornos pressupõe um elemento secundário, a existência de tomates, e em vendo pegadores de touros, os chamados forcados, somos levados a acreditar que estes dificilmente serão levados para uma forca. Agora que escrevo penso numa ajuntamento de forcados tomados pela indignação da queima dos pastos lusitanos a pegar de cabo a rabo tudo o que são cornaduras mais ou menos mansas do burgo. Assim teríamos a Revolução dos Cornos depois da Revolução dos Cravos, cornos que como se sabe dão sorte.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D