Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Felizes

Dias Felizes

Cartas na mesa I

Caro Senhor,

 

Tomei conhecimento da sua conta de serviços por intermédio do meu advogado.

Muito me espanta - ou talvez nada me espante -, largos meses/anos depois de começada esta aventura justiceira, que entendi ser digna de ser levada à sua última instância, ver que também V. Exa faz parte dos que têm nas actividades e no ofício da Justiça um negócio fecundo e florescente, e sobretudo oportunista. 

Esta aventura custou-me dinheiro, dinheiro ganho a trabalhar sem a volúpia do oportunismo, mas custou-me e custará sobretudo a certeza de que a Justiça não é coisa própria dos Homens, daqueles a quem o H maiúsculo assenta como uma luva de pele imaculada.

A sua conta, que admito ter sido feita apressadamente e não levianamente, não é a conta que Deus fez, pois essa ao Altíssimo cabe ser apresentada um dia mais tarde, na chamada hora da Verdade. 

Resta-me o consolo de saber que um reles indivíduo de seu nome próprio Armando (um bocadinho a pé, um bocadinho andando) andará por aí com o selo de insolvente como um ácido estragado. 

Cumprimentos,

Tiago Salazar

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D