Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Felizes

Dias Felizes

Domingo de Inverno

A percepção à vista de um rio bafejado de luz nos azuis, cobalto, cinza, anil: o povo desunido jamais será vivido.

Temos as dissensões: partidárias, clubísticas, religiosas, semblatórias (do semblante).

 

Ontem revi o filme “Munique”, sobre o ajuste de contas após o linchamento da comitiva de atletas israelitas nos Jogos Olímpicos.

Um belo filme sobre o trágico da condição humana. A guerra sem fim. Civil, exercitada, excitada pela virilidade da supremacia - é sempre dela que se trata.

 

Esbarro na “Embaixada a Caligula” com uma das mil frases da profética Agustina.

 

“Os homens temem, acima de tudo, o seu próprio retrato”.

Que temo, dito de mim ou dito por mim, aqui, onde for? Temo pelos filhos, aos poucos. Temo a extinção do amor nas dores insuportáveis da raiva. Temo a cegueira, a minha diante das mais gravosas injustiças, a dos outros, contra as minhas no reverso da medalha. Temo Munique em todos cantos de todas as praças e não ouvir mais as tuas canções de onde choro como choro do nada que é tudo da maior de todas no meu fundo.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D