Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Felizes

Dias Felizes

Natal (reflexões)

"Vemos que todo este mundo é vaidade, que a vida é um sonho, que tudo passa, que tudo acaba, e que nós havemos de acabar primeiro que tudo, e vivemos como se fôramos imortais, ou não houvera eternidade."

P.de António Vieira

 

"E a certa altura não pude mais. E disse, e disse, secretamente, dificilmente.
 E disse. Devagar,
 Amo-te. E ela sorriu. Também te amo. 
Uma palavra. Disse-a. Amo-te - uma palavra breve. 
Quantos milhões de palavras eu disse durante a vida. E ouvi. E pensei. Tudo se desfez. Mas houve uma palavra - meu Deus. Uma palavra que eu disse e repercutiu em ti, palavra cheia, quente de sangue, palavra vinda das vísceras, da minha vida inteira, do universo que nela se conglomerava, palavra total. Uma palavra. Amo-te.

Vergílio Ferreira in "Para Sempre"

 

"(...) Tudo são notas e averbamentos, e muito pouco é a ciência original ou traduzida do mapa que é o coração humano. Todos querem escrever e poucos são os que resistem a isso. Escrever muito parece ser derivante dum padecimento de angústia e de debilidade em viver; ou o modo de evitar paixões, ou saciá-las sem as sofrer. (...)"

Agustina Bessa Luís, in 'A Monja de Lisboa", Guimarães Editores, 1985

 

Hino à Vida (Alegria)

Some things in life are bad They can really make you mad Other things just make you swear and curse. When you're chewing on life's gristle Don't grumble, give a whistle And this'll help things turn out for the best... And...always look on the bright side of life... Always look on the light side of life... If life seems jolly rotten There's something you've forgotten And that's to laugh and smile and dance and sing. When you're feeling in the dumps Don't be silly chumps Just purse your lips and whistle - that's the thing. And...always look on the bright side of life... Always look on the light side of life... For life is quite absurd And death's the final word You must always face the curtain with a bow. Forget about your sin - give the audience a grin Enjoy it - it's your last chance anyhow. So always look on the bright side of death Just before you draw your terminal breath Life's a piece of shit When you look at it Life's a laugh and death's a joke, it's true. You'll see it's all a show Keep 'em laughing as you go Just remember that the last laugh is on you. And always look on the bright side of life... Always look on the right side of life... (Come on guys, cheer up!) Always look on the bright side of life... Always look on the bright side of life... (Worse things happen at sea, you know.) Always look on the bright side of life... (I mean - what have you got to lose?) (You know, you come from nothing - you're going back to nothing. What have you lost? Nothing!) Always look on the right side of life…

 

“Devagar e em tempo para que a alma não fique para trás”.

Pde António Vieira

 

Amor "É estranho termos tão poucos laços com a natureza, com os insectos, com a rã saltitante e com o mocho que pia por entre os outeiros, chamando a sua companheira. Nunca demonstramos ter uma certa simpatia por todos os seres vivos da terra. Se pudéssemos estabelecer uma relação intensa com a Natureza, nunca mataríamos um animal para saciar o nosso apetite, nunca feriríamos nem dissecaríamos um macaco, um cão, uma cobaia para nosso proveito. Encontraríamos outras formas de cicatrizar as nossas feridas, curar os nossos corações. […] O ser humano matou e continua a matar milhões de baleias e tudo o que obtemos desse massacre pode ser conseguido por outros meios. Mas, ao que parece, o Homem gosta de matar, gosta de matar o veado em fuga, a gazela maravilhosa e o elefante pujante. Adoramos matar-nos uns aos outros. Esta chacina humana nunca se deteve em toda a história da vida do Homem na Terra. Se conseguíssemos – e é imperativo fazê-lo – estabelecer uma relação profunda e duradoura com a Natureza, com as árvores, os arbustos, as flores, a erva e as nuvens velozes, nunca mais massacraríamos outro ser humano, por motivo algum. Assassínio organizado é sinónimo de guerra."

Jiddu Krishnamurti, Natureza e Meio Ambiente, Edições 70, 1997, p. 71.

 

É importante foder (ou não foder)?

Cesariny

 

(...)

O Campos

Em podendo fazia-o mais de uma vez por dia. 

Cesariny

 

Laços de Família V

Todos somos biografias inventadas, mesmo as escritas pelo nosso próprio punho. Somos este e somos o outro. Todos temos o bem e o mal encarnado, nem que seja a pequena erva daninha, assim como temos a possibilidade de escolha. Todos temos que lidar com as nossas naturezas e fazer pela vida com aquilo que nos é dado viver, as nossa faculdades, não deixando nunca de estarmos à mercê do destino, por mais conscientes das nossas decisões e escolhas. Tudo o que fazemos tem apenas uma razão de ser que é sermos. Sermos humanos.

Tiago Salazar

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D