Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dias Felizes

Dias Felizes

Sporting Clube de Portugal

Em dia de derby

Uma vitória, como soe dizer-se, dá um alento do caraças! Estava aqui a pensar na morte da bezerra, sem petardos vitoriosos na Frans Van Mierisstraat, eis senão quando o site de A Bola dispara a notícia da 16ª Taça. Pensamento rápido: avô Fernando. Sou partidário do uso energético da bola para fins altruístas, mas c’um caneco, ganhar um caneco é um prazer desmedido. Bebo cervejas japonesas à falta de Sagres preta e recordo um par de memórias do meu clube, vaticínio da idade tenra. Morava em Alvalade e a maioria era malta do SLB. Do Sporting acho que só o Tony ou nem isso. Que remédio tinha a não ser ir à Luz com os maduros lá da rua, e aturar os Diabos Vermelhos, até em dia de derby como uma vez que encaixaram 5 secos e quase me linchavam da alegria. O Tony e o Fanã e os irmãos Cabanas e o Zé Canina e o Bernardo estão aí para me defender o jeito para a chincha, em particular para dar toques de cabeça, que foi quase actividade circense para ganhar uns trocos inspirado na arte do Jordão. Coleccionei cromos e fui um dia aos treinos com o mister na equipa onde jogava o Peixe e o Figo. Sorte de principiante marquei um golo de trivela e fui aceite na equipa B, mas baldei-me aos treinos porque o amor falava mais alto. Ia para os camarotes e lembro-me bem de pensar que o meu clube era o que tinha as adeptas mais vaporosas. Hoje, a umas léguas de distância, só posso recordar um par de memórias em tempos sombrios. As duas primeiras idas à bola com o avô Fernando, de Fiat, e de ter herdado o seu cartão de sócio pioneiro, com o sorriso de homem bom.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D